Como o empreendedorismo digital cresceu na pandemia

Notícias Notícias Sebrae

A pandemia do coronavírus não somente trouxe o medo do contágio da doença, que atingiu com gravidade e foi fatal para muitos, mas também afetou os negócios pelo mundo todo, causando instabilidade econômica.

 

Os efeitos da pandemia afetaram os negócios dos mais diversos segmentos, desde uma loja de sapato, a uma empresa de instalação de hidrantes, por exemplo, que para enfrentar os impactos aderiram mais ao digital, impulsionando o empreendedorismo. Entenda melhor as razões do crescimento no próximo tópico.

 

Razões que fizeram o empreendedorismo digital expandir na pandemia

 

Umas das medidas para frear o contágio do coronavírus foi o isolamento social, que determinou o fechamento de estabelecimentos e empresas reduzindo desta forma, o atendimento presencial.

 

Isso fez com que muitas organizações, para não perder oportunidades de negócios, implantassem de vez aqueles  projetos voltados ao maior aprofundamento digital, ou seja, mais adoção de tecnologias diversas, especialmente aquelas direcionadas ao atendimento remoto de clientes.

 

Por exemplo, uma empresa de sistema de sprinklers para continuar a atender os seus consumidores, passou a investir mais no atendimento digital para manter os índices de venda.

 

Além disso, o uso de redes sociais também foi uma das atitudes tomadas por estabelecimentos e organizações para fazer mais negócios e estreitar o relacionamento com os clientes.

 

Isso porque o isolamento social motivou mais pessoas a usarem a internet para fazer compras. Até mesmo aqueles que pouco afeitos ao virtual passaram a realizar mais processos que geralmente faziam por outros de maneira presencial.

 

Diante do aumento considerável dos acessos houve o crescimento da quantidade de empresas abertas dos mais diferentes nichos, que vão desde a oferta de produtos a serviços específicos como a impermeabilização de laje, por exemplo.

 

Portanto, as razões que levaram à expansão do empreendedorismo digital na pandemia deve-se à necessidade de manter o contato com os clientes fora do ambiente presencial e a mudança do comportamento dos consumidores, que estão cada vez mais conectados.

 

E essa mudança veio para ficar, pois de acordo com diversas pesquisas, os investimentos em atendimento online e outras tecnologias digitais continuará a crescer mesmo após a crise mundial de saúde.

 

Dicas para empreender no mundo virtual

 

Se você é um daqueles que querem empreender no digital, confira agora algumas dicas que irão ajudá-lo nessa tarefa:

 

  • Pesquise um nicho de mercado: quem deseja ser um empreendedor digital de sucesso precisa encontrar um nicho de negócio, que é nada mais que ter um produto ou serviço que seja de interesse de um público especial;

 

  • Adote estratégias de marketing digital: é indispensável para empreendimentos online investimento em marketing digital, uma vez que as plataformas virtuais são verdadeiros canais de geração de negócios;

 

  • Faça um bom planejamento financeiro: assim como qualquer negócio, é preciso ter um eficiente planejamento econômico a curto, médio e longo prazo;

 

  • Defina metas: para ver a empresa deslanchar é necessário ter metas e objetivos bem estabelecidos, afinal, é primordial saber onde quer chegar.

 

fonte e foto: Como o empreendedorismo digital cresceu na pandemia – Sebrae Respostas